Esclerose Multila / Convivo e Saude
Esclerose Múltipla Virtual
Carinho, Cuidados, Consciência, Convivência & Cultive vocês também!

Poucas pessoas sabem mas é através do trato digestório que temos contato com a maioria dos microrganismos (vírus, bactérias, fungos) do ambiente, sendo assim, os alimentos e utensílios servem de veículos que transportam esses “invasores” até o interior do nosso organismo.
Uma situação comum em pessoas com Esclerose Múltipla (EM) é a imunossupressão, ao menos naqueles que fazem o tratamento convencional com medicamentos que têm essa característica, ou seja, sua ação é diminuir a imunidade, deixando o paciente mais exposto aos ataques externos. Em uma analogia, seria como se os “soldados” da linha de frente do combate estivessem em número reduzido frente à quantidade de “malvados” microrganismos (refiro-me aos causadores de doenças).
Ninguém gosta de ficar doente, o paciente com EM também não, além disso algumas infecções ou toxinfecções alimentares podem ser passageiras, não deixar sequelas, mas outras não, inclusive podendo ter algum desfecho mais grave.

ALGUMAS DICAS DE COMO SE PROTEGER:

  1. Sempre lave bem as mãos antes de sentar à mesa, pegar nos alimentos e preparar as refeições;
  2. Evite carnes mal passadas, com sangue ou com aparência avermelhada;
  3. Beba somente água filtrada, fervida ou mineral (cuidado com a procedência);
  4. Redobre os cuidados com os alimentos que serão ingeridos crus (saladas e frutas), lave-os em água corrente, as folhas deverão ser limpas uma a uma, retire toda sujeira ou excesso de terra;
  5. Não coma alimentos com partes mofadas, mesmo que você retire o mofo não reaproveite o restante;
  6. Fique atento para a procedência de produtos de origem animal: carnes, leite, queijo, iogurte, linguiças, salames, ovos, etc.;
  7. Consuma os ovos bem cozidos, nunca com a gema mole;
  8. Atenção ao armazenamento, alimentos que sobram de uma refeição deverão ser armazenados na geladeira;
  9. Ao fazer suas refeições fora de casa fique atento às condições de higiene do local; e
  10. Limpe bem as louças e talheres, verifique para que não tenha ficado nenhum resíduo de alimento, pois restos de alimentos nos utensílios são foco de contaminação por microrganismos.

Para finalizar este post, é muito relevante lembrar que algumas vezes um alimento ou refeição contaminada (imprópria) pode não causar dano algum para uma pessoa imunocompetente (com seu sistema imunológico capaz de reagir aos agressores), mas pode causar algum desconforto ou até mesmo doença em um imunossuprimido, como no caso dos pacientes com EM.

Grande abraço!

Thaís Bonotto Nutricionista @tata_poa
Thaís Bonotto
Nutricionista
@tata_poa
Alimentação x Imunossupressão e Esclerose Múltipla

Comente e ficaremos felizes