perola

 

AJUDANDO O PRÓXIMO com Esclerose Múltipla

No post de hoje, vou falar um pouco sobre ajudar alguém que esteja passando pela mesma situação que você também está, ou que já tenha passado.

Bom, quando eu recebi meu diagnóstico de Esclerose Múltipla, eu não conhecia NINGUÉM, próximo a mim, com a doença, e além disso: a esclerose múltipla pra mim era uma coisa muito distante, só aconteceria com pessoas distantes a mim.Eu acho que se eu conhecesse pessoais que fossem exemplos Bons de superação, eu teria aceitado tudo isso mais rápido.Por isso, alguns meses depois, quando eu me reergui, eu fiz questão de me disponibilizar a ajudar pessoas recém diagnosticadas, pois eu vi que quando as pessoas percebem que, controlando a doença, elas terão uma vida normal, elas aceitam tudo mais rápido, e isso faz parte do processo.E devemos buscar não nos abalar tanto, afinal, o psicológico comanda o nosso corpo.

Ajudando o próximo com Em.

Comente e ficaremos felizes